Atendimento

Somos especialistas em atender investidores
de uma forma diferente.

O estilo XP é simples: acreditamos que quem é bem
assessorado cuida melhor dos seus investimentos.

FALE COM O ESPECIALISTA

Por meio do chat online


Converse agora
com nosso atendimento.


Entrar (Dias úteis das 9h às 18h)

Por telefone


Ligue:


4003-3710

(Capitais e regiões metropolitanas)

0800-880-3710

(Demais localidades) (Dias úteis das 9h às 18h)

Por e-mail


Envie suas dúvidas, críticas ou sugestões por e-mail.


Entrar

Informações importantes

Para enviar seu cadastro

Endereço da Matriz Av. das Américas, 3434
Bl.7 | 2ºandar - Barra da
Tijuca Rio de Janeiro - RJ
CEP 22640-102

Como preencher
seu cadastro

Para transferir suas ações

Transferência de Custódia (STA) Razão social:
XP Investimentos CCTVM S/A
Número: 003-5


Entenda o processo de
transferência de custódia

Para investir

Transferência de Recursos

Via TED Banco: 102 (informe esse código no campo “Banco”)
Agência : 0001
Conta Corrente: (login do cliente na XP utilizando o último dígito do código no campo dígito)
< voltar

Via DOC Banco: BM&F (096) | Agência 001
Conta Corrente ou Investimento: 342-7
Favorecido: XP Investimentos CCTVM S/A
CNPJ: 02.332.886/0001-04
< voltar

PERGUNTAS FREQUENTES

  • 01
  • Como faço para investir na Bolsa?

O primeiro passo para investir na Bolsa é abrir uma conta em uma corretora como a XP Investimentos Corretora. A XP Investimentos Corretora fará a ponte entre você, o investidor e a Bolsa de Valores.

  • 02
  • O que é uma ação?

Uma ação representa uma parte de uma determinada empresa. A compra de ações na Bolsa transforma o investidor que adquire os papéis em sócio da companhia, mesmo que numa proporção pequena em relação ao controlador, o chamado sócio majoritário.

  • 03
  • Há algum custo para abrir uma conta na XP Investimentos Corretora?

Não há custos para abrir uma conta na XP Investimentos Corretora. Você pode se tornar cliente sem pagar nenhuma taxa.

  • 04
  • Há algum custo para manter uma conta?

O custo de manutenção da conta é de apenas R$ 6,90 para o Plano Express e de R$ 14,90 para quem opta pelo plano Private. Saiba mais sobre custos operacionais.

  • 05
  • O que é Home Broker?

O Home Broker é a ferramenta de negociação on-line que permite a compra e a venda de ativos. A ferramenta é interligada ao sistema da Bovespa, enviando as ordens diretamente para a Bolsa, que reúne o mercado de compra e venda de ações no Brasil.

Além disso, por meio do Home Broker, você pode acompanhar as cotações dos ativos, visualizar relatórios e gráficos das empresas, acompanhar notícias sobre o mercado e realizar operações avançadas.

  • 06
  • O que acontece com o meu dinheiro se a corretora falir? Perco todo o investimento?

Ao adquirir uma ação, ela fica em seu nome e custodiada na CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia). Portanto, caso ocorra qualquer problema com a corretora, você não perderá suas ações, muito menos seu investimento.

  • 07
  • Quais custos eu terei ao comprar uma ação?

Os custos operacionais são: taxa de corretagem, cobrada pela corretora; e emolumentos, cobrados pela Bovespa.
Saiba mais

  • 08
  • Há algum comprovante emitido na compra de ações?

Sim. O investidor recebe três tipos de comprovantes distintos: um da Bovespa, o Aviso de Negociação de Ações (ANA); outro emitido pela CBLC, no qual consta a posição em ativos do investidor e as movimentações ocorridas durante o mês de referência; e, por fim, a nota de corretagem disponibilizada pela XP Investimentos Corretora. Você pode acessar, no portal da XP Investimentos Corretora, a sua nota de corretagem no dia seguinte à operação; na nota constam dados como o nome do investidor, a quantidade de ações compradas ou vendidas, o preço unitário, as despesas com corretagem, emolumentos, ISS e o valor total a ser pago ou recebido. Você também receberá pelo e-mail que enviaremos para o endereço eletrônico cadastrado.

  • 09
  • Quando compro uma ação, o valor é debitado no mesmo instante?

Não, a liquidação financeira da compra ou da venda de uma ação ocorre no terceiro dia útil (D3) após a realização do negócio em pregão. O valor deve, no entanto, estar em uma de suas contas — depósito ou investimento — para que você possa adquirir o ativo.

  • 10
  • Como posso lucrar ao adquirir uma ação?

O lucro com a operação com uma ação pode ocorrer quando o investidor vende o ativo a um preço maior do que o preço da compra. No entanto, permanecendo com o ativo em custódia, é possível receber ganhos sob forma de proventos, como dividendos e juros sobre capital.

  • 11
  • Qual a diferença entre comprar ações e investir em um Fundo de Ações?

Ao investir em ações, o investidor faz a gestão de sua própria carteira. É ele quem decide em quais ações investir, a quantidade e o momento de comprar e vender. É possível montar uma carteira mais conservadora, minimizando os riscos, ou investir em ações mais arriscadas, com potencial de ganho maior no curto prazo.

O investimento em fundos permite uma maior comodidade ao investidor, já que a gestão é feita por especialistas, que acompanham e analisam o mercado em busca das melhores oportunidades. Nesse caso, é muito importante avaliar o histórico do gestor, assim como suas políticas de investimentos e custos.

  • 12
  • Existe alguma ferramenta que minimize meu risco de prejuízos?

Sim. O investidor pode colocar uma ordem stop, pelo Home Broker, usada como proteção. Dessa forma, a ordem de venda é enviada à Bovespa quando o preço da ação atingir o limite determinado pelo investidor.

O mecanismo é simples: o investidor determina um preço mínimo de venda do papel — o preço limite — e um preço de disparo da ordem para a Bolsa — o preço stop, que deve ser abaixo da cotação e acima do preço limite. Assim que a cotação do papel atingir o valor do preço stop, a ordem é enviada com o valor que consta no preço limite.

  • 13
  • O que é Lote Mínimo e Mercado Fracionário?

As ações são negociadas em lotes, que podem ser de 100, 1.000, 10.000 ou 100.000 ações. Esses são os lotes mínimos e é nesse mercado que a maioria dos investidores atua.

No entanto, há a possibilidade de adquirir ações sem comprar essa quantidade padrão de ações. Nesse caso são negociadas partes fracionárias de um lote.

É simples: para quantidades que sejam múltiplos do lote de negociação, o ativo é negociado no mercado integral; e para valores menores, o ativo é negociado no mercado fracionário. Ambos os mercados funcionam independentemente e, por isso, podem ter cotações e liquidez diferentes. Os códigos dos papéis, quando negociados no mercado fracionário, são seguidos pela letra F. Por exemplo: as ações da Petrobras (PETR4) são negociadas no mercado fracionário com o código PETR4F.

  • 14
  • O que significam as siglas PN e ON?

Ações PN são ações preferenciais, ou seja, o detentor tem preferência no recebimento de dividendos (percentual sobre o lucro da companhia), embora não tenha direito a votar nas decisões do Conselho Administrativo.

As ações ON são ações ordinárias, isto é, o detentor tem o direito a voto nas decisões da empresa, e apesar de também receber dividendos, não tem preferência na distribuição.

  • 15
  • O que é Ibovespa?

O Ibovespa é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações do mercado de ações brasileiro. A carteira teórica é constituída pelas ações de cerca de 50 empresas, que correspondem a mais de 80% do número de negócios e do volume financeiro no mercado à vista da Bovespa. Podemos dizer, portanto, que o índice serve como um termômetro do comportamento do mercado de ações, como "medida" do desempenho da Bolsa.

  • 15
  • O que é After Market?

O After Market permite a negociação de ações no período noturno, após o horário regular, de forma eletrônica. As operações são dirigidas por ordens e fechadas automaticamente, por meio do sistema eletrônico de negociação da BOVESPA (Mega Bolsa). A totalidade de ordens enviadas tem um limite de R$ 100.000,00 por investidor para o período After Market e os preços das ordens enviadas nesse período não poderão exceder à variação máxima positiva ou negativa de 2% em relação ao preço de fechamento do pregão diurno.

  • 16
  • O que é Day Trade?

A operação Day Trade é aquela em que um mesmo investidor compra e vende, no mesmo dia, a mesma quantidade de títulos de uma mesma empresa, utilizando a mesma corretora.

Exemplo: você compra um certo número de ações por um preço e, ao longo do dia, decide vender a mesma quantidade, ou seja, zerar a posição.

  • 17
  • Qual a diferença entre Mercado Primário e Mercado Secundário?

O mercado primário compreende o lançamento de novas ações no mercado; é uma forma de captação de recursos para a empresa. Uma vez ocorrendo esse lançamento inicial ao mercado, as ações passam a ser negociadas no Mercado Secundário, onde ocorre a troca de propriedade de título. Ou seja, no mercado primário, quem vende as ações é a companhia, usando os recursos para se financiar. No mercado secundário, o vendedor é você (investidor) que se desfaz das ações para reaver o seu dinheiro. Por isso, os negócios que você realiza em Bolsa de Valores correspondem ao mercado secundário.

  • 18
  • O que é o Mercado Fracionário?

Toda empresa tem suas ações negociadas em lotes, que podem ser de 1, 10, 100 ações etc. Se, por exemplo, você não desejar comprar um lote-padrão de 100 ações, mas sim 150 ações, é necessário usar o mercado fracionário. Nesse caso, o lote padrão, ou seja, as 100 ações, será negociado no mercado integral e as 50 ações restantes, no fracionário.

  • 19
  • Como as ações são negociadas?

Você, na qualidade de investidor, transmite sua ordem de compra ou venda de ações para a Corretora da qual é cliente. A Corretora, por meio de seus operadores, lança a ordem no Mega Bolsa, o sistema eletrônico de negociação da BOVESPA. Caso haja uma outra de mesmo valor, no sentido contrário, o negócio é fechado na hora.

  • 20
  • Como é formado o preço de uma ação?

O preço da ação é formado pelos investidores do mercado que, dando ordens de compra ou venda de ações às Corretoras das quais são clientes, estabelecem o fluxo de oferta e procura de cada papel, fazendo com que se estabeleça o preço justo da ação. A maior ou menor oferta/procura por determinada ação, que influencia o processo de valorização ou desvalorização de uma ação, está relacionada ao comportamento histórico dos preços e principalmente às perspectivas futuras de desempenho da empresa emissora da ação. Tais perspectivas podem ser influenciadas por notícias sobre o mercado no qual a empresa atua, divulgação do balanço da empresa (com dados favoráveis ou desfavoráveis), notícias sobre fusão de companhias, mudanças tecnológicas e muitas outras que possam afetar o desempenho da empresa emissora da ação.

  • 21
  • O que é a liquidação das operações?

Após a realização do negócio, ocorre a liquidação da operação processo pelo qual se dá a transferência da propriedade dos títulos e o pagamento/recebimento do montante financeiro envolvido.

A liquidação das operações é feita pela Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC).

  • 22
  • O que significa "Bolsa em alta" ou "Bolsa em baixa"?

Diz-se que a Bolsa fechou "em alta" quando o índice de fechamento de determinado pregão é superior ao índice de fechamento do pregão anterior. Analogamente, a Bolsa fechou "em baixa" quando o índice de fechamento de determinado pregão é inferior ao índice de fechamento do pregão anterior, e "estável" quando o índice de fechamento de determinado pregão está no mesmo nível do índice de fechamento do pregão anterior.

Na BOVESPA, o índice que atualmente é utilizado para verificar se a Bolsa fechou em alta ou em baixa é o Ibovespa, por ser ele o índice mais tradicional e o mais divulgado pela mídia. Assim, por exemplo, se o Ibovespa fechou em um certo dia em 10.000 pontos e, no dia seguinte, fechou em 10.500 pontos, houve uma alta de 5%.

  • 23
  • Eu posso retirar meu dinheiro a qualquer momento?

Você pode vender suas ações quando desejar, mas, como a liquidação financeira da venda de um ativo ocorre em três dias úteis, ou seja, em D3, você deve esperar o valor entrar na sua Conta corretora para solicitar a retirada para a sua conta-corrente bancária.

Todos os créditos serão liberados após a verificação do saldo disponível.

  • 24
  • Como é determinado se uma ação está em alta ou em baixa?

Necessário observar a sua oscilação, ou seja, a variação (positiva ou negativa) no preço da ação em um determinado período de tempo. Determinamos se uma ação está em alta ou em baixa verificando a relação entre o último preço negociado da ação e o seu preço de fechamento no dia anterior. Assim, se o último preço negociado para a ação for superior ao seu preço de fechamento do dia anterior, essa ação está em alta. Se o último preço for inferior à cotação de fechamento, a ação está em baixa.

Exemplo: se o preço de fechamento de uma ação X no dia anterior foi de R$ 1,00, e hoje o primeiro negócio realizado com a ação efetivou-se ao preço de R$ 1,05, dizemos que a ação teve uma oscilação positiva de 5%, ou seja, alta de 5%. Caso ocorra posteriormente outro negócio com a ação, concretizado ao preço de R$ 1,03, a oscilação positiva foi de 3%; e assim durante todo o dia, sempre comparando o último preço à cotação de fechamento do dia anterior.

  • 25
  • O que é um Fundo de Investimentos e quais são as vantagens de investir em um?

Os Fundos de Investimentos são carteiras de ativos que reúnem recursos de vários investidores, dividindo receitas e despesas. Os recursos são administrados por uma instituição financeira, que procura potencializar os lucros e diminuir os riscos do investimento, escolhendo as melhores opções, sempre de acordo com a política de investimento do fundo.

Uma das vantagens de investir em fundos de investimento é a comodidade do investidor, já que a gestão é feita por especialistas que acompanham e analisam o mercado buscando as melhores oportunidades. Além disso, para um pequeno investidor, as taxas podem ser mais vantajosas do que no investimento individual.

  • 26
  • O que é Tesouro Direto e por que adquirir títulos?

O Tesouro Direto é o programa de venda de títulos do Governo Federal (títulos públicos) para investidores pessoas físicas. Estes títulos são boas opções de investimento para quem busca rentabilidade próxima ao CDI e a segurança de um ativo garantido pelo governo. É possível investir no Tesouro Direto com aplicações a partir de R$200,00.

  • 27
  • Quais são os documentos exigidos para abertura de conta?

Pessoa Física:
Cópia do CPF
Cópia do documento de identificação (são aceitos RG, CNH, documentos emitidos por Conselhos Profissionais, RNE, e Passaporte COM FILIAÇÃO)
Cópia de Comprovante de endereço de emissão de até 3 meses (são aceitos boletos bancários e contas de consumo)
Ficha cadastral assinada

Pessoa Jurídica:

- LTDA:
Cópia do Contrato Social e Última Alteração Contratual; ou Cópia da Última alteração Contratual Consolidada
Cópia do Balanço Patrimonial e DRE do exercício do ano anterior, assinados pelo contador.
Cópia de Identidade e CPF dos Representantes

>Documentos complementares podem ser solicitados de acordo com as particularidades de cada cliente.

- S/A:
Cópia do Estatuto Social
Cópia da Ata da Alteração Contratual
Cópia da Ata de Eleição da Diretoria
Cópia do Balanço Patrimonial e DRE do exercício do ano anterior, assinados pelo contador.
Cópia de Identidade e CPF dos Representantes

> Documentos complementares podem ser solicitados de acordo com as particularidades de cada cliente.

  • 28
  • Quando a conta estará aberta?

Após passar pela análise do departamento de cadastro, você receberá um e-mail informando a abertura de conta.

  • 29
  • Como transfiro os recursos da minha conta-corrente para a XP Investimentos Corretora?

Só aceitamos transferência por DOC ou Transferência eletrônica (TED). Não faça depósitos em dinheiro ou em cheque, nem solicite TED ou DOC de terceiros, pois haverá devolução. A sua conta XP Investimentos Corretora poderá receber recursos oriundos somente da sua conta bancária, sob o mesmo CPF e mesma titularidade. Vale lembrar que a conta para DOC é diferente da conta para TED. Entenda como transferir recursos.

  • 30
  • Quais são os números das contas XP Investimentos Corretora?

TED
Banco: 102 (informe esse código no campo de "Banco", no seu internet banking ou caixa eletrônico)
Agência: 0001
Conta Corrente: (login do cliente na XP utilizando o último dígito do código no campo dígito)

DOC
Banco: BM&F (096)
Agência: 0001
Conta Corrente ou Investimento: 342-7
Favorecido: XP Investimentos CCTVM S/A
CNPJ: 02.332.886/0001-04

  • 31
  • Como faço para transferir ações que estão em outra instituição para a XP Investimentos Corretora?

O primeiro passo para iniciar a transferência é verificar se as ações estão custodiadas pelo banco ou pela corretora do banco, ou em uma corretora, pois o procedimento é diferente para cada um dos casos.

Caso esteja custodiada pela corretora do banco, basta verificar o procedimento com a mesma, informando seus dados de conta na XP Investimentos Corretora, para que seja iniciado o processo da transferência. O prazo será de até três dias úteis. No caso das ações custodiadas pelo banco, é necessário o preenchimento de uma OTA (Ordem de Transferência de Ações). Entenda como transferir ações.

  • 32
  • O que são debêntures?

As debêntures são títulos de dívida de médio e longo prazo emitidos por sociedades anônimas, que conferem ao debenturista (detentor do título) um direito de crédito contra tais sociedades anônimas, de acordo com as características constantes na escritura de emissão (documento legal que declara as condições sob as quais a debênture foi emitida, tais como prazo, remuneração, garantias, periodicidade de pagamento de juros etc). Os recursos captados com a emissão de debêntures são geralmente utilizados no financiamento de projetos, reestruturação de passivos ou aumento de capital de giro. Cada debênture emitida representa uma fração do total da dívida contraída pela companhia no ato da emissão, e pode ser negociada no mercado secundário. Apesar de serem classificadas como títulos de renda fixa, as debêntures podem ter características de renda variável, como prêmios, participação no lucro da empresa ou até mesmo conversibilidade em ações da companhia. Na Bolsa de Valores de São Paulo, as debêntures são negociadas no BOVESPA FIX.

  • 33
  • O que são notas promissórias?

As notas promissórias, também conhecidas como "commercial papers", são títulos de curto prazo emitidos por empresas e sociedades anônimas para captar recursos de capital de giro. Podem ser emitidas por sociedades anônimas de capital fechado, pelo prazo máximo de 180 dias, e pelas de capital aberto, pelo prazo de até 360 dias. Na Bolsa de Valores de São Paulo, as notas promissórias são negociadas no BOVESPA FIX.

  • 34
  • Qual a diferença entre ações, debêntures e notas promissórias?

As ações fazem parte do Mercado de Renda Variável, e ao comprar ações de uma empresa, você se torna sócio dela e divide os riscos do negócio.

Já as debêntures e as notas promissórias fazem parte do Mercado de Renda Fixa. Quem investe em debêntures ou em notas promissórias deve analisar o risco de crédito da emissão, pois se torna credor da empresa e terá de volta os recursos emprestados, nos prazos, condições e garantias pré-determinados no ato da emissão do título.

  • 35
  • O que é FIDC?

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) é uma comunhão de recursos que destina parcela preponderante do respectivo patrimônio líquido para a aplicação em direitos creditórios. Direitos creditórios são os direitos e títulos representativos de crédito, originários de operações realizadas nos segmentos financeiro, comercial, industrial, imobiliário, de hipotecas, de arrendamento mercantil e de prestação de serviços, os contratos e os direitos e títulos representativos de créditos. Desde 2004, o FIDC, também conhecido como Fundo de Recebíveis, vem se consolidando como instrumento eficiente de captação de recursos para empresas no mercado de capitais brasileiro. A BOVESPA, por meio de seus mercados de Renda Fixa Corporativa — Bovespa Fix e Soma Fix — oferece o ambiente adequado para a negociação de cotas de FIDC, por meio de uma plataforma de negociação totalmente eletrônica.

  • 36
  • O que é CRI?

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) são títulos de renda fixa lastreados em créditos imobiliários — fluxo de pagamentos de contraprestações de aquisição de bens imóveis, ou de aluguéis — emitidos por sociedades securitizadoras. Podem ser emitidos nas formas simples ou com regime fiduciário, sendo que esta implica em constituição de patrimônio separado, administrado pela companhia securitizadora e composto pela totalidade dos créditos submetidos ao regime fiduciário que lastreiem a emissão, além da nomeação de agente fiduciário, o qual tem como função zelar pela proteção dos direitos e interesses dos beneficiários, acompanhando a atuação da companhia securitizadora na administração do patrimônio serparado, entre outras. A Lei 9.514/97 que criou o CRI, posteriormente alterada pela MP 2.223/01 e pela Lei 10.931/04, também instituiu a alienação fiduciária para bens imóveis e para as Companhias Securitizadoras. Outra importante característica dos CRI é a isenção de imposto de renda sobre sua remuneração, para investidores pessoas físicas a partir de 01/01/2005, de acordo com a Lei 11.033/94.

  • 37
  • O que é Alienação Fiduciária?

Significa o bem alienado ficar temporariamente em nome do credor, servindo de garantia para o financiamento. Até a a quitação do empréstimo, o credor permanece na condição de proprietário do ativo.

  • 38
  • O que são Fundos Imobiliários?

Os Fundos são constituídos como "condomínios fechados", divididos em cotas que depois de adquiridas não podem ser resgatadas. O patrimônio de um fundo imobiliário pode ser composto de imóveis comerciais, residenciais, rurais ou urbanos, construídos (performados) ou em construção, para posterior alienação, locação ou arrendamento. As instituições financeiras administradoras dos Fundos são obrigadas a manter, no mínimo, 75% do patrimônio do Fundo em bens e direitos imobiliários, sendo que os 25% restantes deverão estar aplicados em títulos de renda fixa. Além disso, 95% do resultado líquido auferido pelo Fundo deverá ser distribuído ao cotista. As cotas são valores mobiliários que podem ser negociados (comprados ou vendidos) na BOVESPA ou na SOMA. Somente pela negociação da cota é possível se desfazer do ativo e reaver o dinheiro investido.

  • 39
  • O que é uma Companhia Aberta?

Todas as empresas listadas na BOVESPA são companhias abertas. Uma companhia é considerada aberta quando promove a colocação de valores mobiliários em Bolsas de Valores ou no mercado de balcão. São considerados valores mobiliários ações, bônus de subscrição, debêntures e notas promissórias para distribuição pública.

  • 40
  • O que é o Novo Mercado?

O Novo Mercado é um segmento de listagem destinado à negociação de ações emitidas por empresas que se comprometem, voluntariamente, com a adoção de práticas de governança corporativa adicionais em relação ao que é exigido pela legislação. Essas regras ampliam os direitos dos acionistas e melhoram a qualidade das informações usualmente prestadas pelas companhias entre outros benefícios.

A principal inovação do Novo Mercado em relação à legislação é a proibição de emissão de ações preferenciais. Porém, esta não é a única. A adesão a essas práticas de governança distingue a companhia como Nível 1, Nível 2 ou Novo Mercado, dependendo do grau de compromisso assumido pela empresa: Nível 1: práticas diferenciadas de governança corporativa, que contemplam basicamente regras de transparência e dispersão acionária; Nível 2: além das regras de transparência e dispersão acionária exigidas no Nível 1, contempla também as de equilíbrio de direitos entre acionistas controladores e minoritários; Novo Mercado: conjunto ainda mais amplo de práticas de governança. A grande diferença entre o Novo Mercado e os Níveis é a proibição de emissão de ações preferenciais: no Novo Mercado, as empresas devem ter somente ações ordinárias.

  • 41
  • O que é Governança Corporativa?

Governança Corporativa pode ser definida como o esforço contínuo para alinhar os objetivos da administração das empresas com os interesses dos acionistas. Isso envolve as práticas e os relacionamentos entre os Acionistas/Cotistas, o Conselho de Administração, a Diretoria, uma auditoria independente e até mesmo um conselho fiscal. A boa governança corporativa permite uma administração ainda melhor e a monitoração da direção executiva da empresa. A empresa que opta pelas boas práticas de governança corporativa adota como linhas mestras transparência, prestação de contas (accountability) e equidade.

  • 42
  • Quais são as opções de investimento disponíveis para o público estrangeiro?

Os investimentos estrangeiros em portfólio estão permitidos no Brasil desde 1991. Com a edição da Resolução 2689/2000 do Conselho Monetário Nacional, os investidores não residentes podem investir nos mesmos produtos disponíveis aos aplicadores locais, sendo livre o trânsito de investimentos em renda variável para renda fixa e vice-versa, observadas as diferenças de tratamento tributário aplicáveis.

  • 43
  • O que é preciso para um estrangeiro começar a investir?

Considerando que os investidores estrangeiros não são residentes no Brasil, a legislação brasileira exige que o investidor contrate instituição que atue como:

Representante Legal: responsável por apresentar todas as informações do investidor às autoridades competentes no Brasil. Caso o investidor seja individual ou instituição não financeira, o próprio investidor deve indicar uma instituição financeira legalmente autorizada pelo Banco Central do Brasil, que será corresponsável pelas obrigações do representante.

Representante Fiscal: responsável pelo recolhimento de taxas e tributos perante as autoridades brasileiras.

Custodiante: responsável por manter o controle atualizado dos ativos da carteira do investidor estrangeiro, bem como por disponibilizar tais informações às autoridades e ao investidor, quando solicitado. Os ativos financeiros e os títulos negociados, assim como as outras formas de aplicação do investidor estrangeiro no Brasil, são mantidos de maneira segregada e em nome do investidor, em contas de custódia nas instituições depositárias autorizadas pela Comissão de Valores Mobiliários ou pelo Banco Central do Brasil a prestar esses serviços.

  • 44
  • Quais são as entidades autorreguladoras?

CVM - A CVM tem poderes para disciplinar, normatizar e fiscalizar a atuação dos diversos integrantes do mercado. Seu poder normatizador abrange todas as matérias referentes ao mercado de valores mobiliários. Cabe à CVM, entre outras, disciplinar as seguintes matérias:

(i) registro de companhias abertas; de distribuições de valores mobiliários;

(ii) credenciamento de auditores independentes e administradores de carteiras de valores mobiliários;

(iii) organização, funcionamento e operações das Bolsas de Valores;

(iv) negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários;

(v) administração de carteiras e a custódia de valores mobiliários;

(vi) suspensão ou cancelamento de registros, credenciamentos ou autorizações;

(vii) suspensão de emissão, distribuição ou negociação de determinado valor mobiliário ou decretar recesso de Bolsa de Valores;

BM&FBovespa – É uma companhia de capital brasileiro formada em 2008, a partir da integração das operações da Bolsa de Valores de São Paulo e da Bolsa de Mercadorias & Futuros. É a principal instituição brasileira de intermediação de operações do mercado de capitais e a única Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros em operação no Brasil. A BM&FBovespa Supervisão de Mercado (BSM) é responsável pela fiscalização das operações e das atividades dos participantes do mercado e dos agentes de compensação e/ou custódia perante CBLC, bem como pela administração do Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos (MRP). Clique aqui para saber mais informações: www.bovespasupervisaomercado.com.br

BACEN - O Banco Central é a instituição responsável pelo controle da oferta de moeda e pela supervisão de todo o sistema financeiro, nomeadamente os bancos comerciais e outras instituições financeiras. É, dessa forma, a entidade pública que controla um dos principais instrumentos de política macroeconômica: a política monetária.

COAF - O COAF foi criado pela Lei nº 9.613, de 03.03.98, no âmbito do Ministério da Fazenda, com a finalidade de disciplinar, aplicar penas administrativas, receber, examinar e identificar ocorrências suspeitas de atividade ilícitas relacionada à lavagem de dinheiro.

  • 45
  • Qual a tributação aplicável aos investidores estrangeiros?

Investidores estrangeiros estão isentos de imposto de renda sobre ganho de capital e de CPMF. Entretanto, as operações oriundas de países que não tributam a renda ou que a tributam a aliquota inferior a 20% estão sujeitas à mesma tributação aplicável aos investidores residentes no Brasil.

  • 46
  • O que é CBLC?

CBLC - A CBLC é responsável pelos serviços de guarda centralizada, compensação e liquidação das operações realizadas nos mercados da BM&FBOVESPA, segmento Bovespa (à vista, derivativos, balcão organizado, renda fixa privada etc.).

Esses serviços foram desenvolvidos em uma estrutura moderna e confiável, alinhada às melhores práticas e recomendações internacionais, cujas inovações são consequências do compromisso da CBLC com o desenvolvimento do mercado financeiro brasileiro.

Liquidação é um conjunto de processos que efetiva a transferência de ativos e recursos financeiros entre compradores e vendedores, extinguindo, dessa forma, os direitos e obrigações oriundos da compensação.

Na liquidação de operações envolvendo títulos, a transferência ocorre por meio de contas abertas junto a uma depositária e a liquidação dos recursos financeiros correspondentes ocorre, geralmente, em um sistema interbancário de transferência de fundos, na maioria dos casos administrado pelo Banco Central.

Por se tratar de um componente crítico da infraestrutura do mercado financeiro, a BM&FBOVESPA administra sistemas e processos de compensação e liquidação de alta qualidade, que atendem a exigências e padrões internacionais estabelecidos, garantindo aos participantes do mercado operações de liquidação confiáveis e seguras.

As etapas e prazos definidos de acordo com a espécie de mercado – renda variável ou renda fixa – encontram-se previstos nos “Procedimentos Operacionais da CBLC” encontrado no ambiente Legislação ou no site da BM&F Bovespa.

  • 47
  • O que são os leilões?

Um leilão é um procedimentos adotado pela Bovespa que visa a proteção do mercado contra variações abruptas de preços e manipulações. Ele irá ajustar os preços de compra e de venda, e acontece sobre certas circunstâncias.

Um leilão acontece nas seguintes situações:

1) Condições relativas à cotação (valor da ordem).

Se for dada uma ordem:

• Com oscilação entre 5% e 9,99% sobre o último preço, dos 30 papéis mais negociados no último trimestre, ocorre leilão imediato;
• Com oscilação entre 10% e 19,99% sobre o último preço de qualquer papel, ocorre leilão imediato;
• Com oscilação igual ou superior a 20% sobre o último preço de qualquer papel, ocorre leilão com duração de 15 minutos;
• De ação não negociada nos últimos cinco pregões, ocorre leilão com duração de 15 minutos;
• De ação estreando no pregão, ocorre leilão com prazo de 15 minutos.


2) Condições relativas à quantidade (número de ações a serem negociadas).

Se for dada uma ordem envolvendo uma quantidade superior a cinco vezes a média nacional ocorre leilão imediato.

Com relação ao capital social das empresas, se for dada uma ordem que envolva:

• Entre 0,5% e 0,99% das ações ordinárias, ocorre leilão imediato.
• Entre 1,0% e 2,99% das ações ordinárias, ocorre leilão com duração de uma hora.
• Entre 3,0% e 6,0% das ações ordinárias, ocorre leilão com duração de 24 horas,
• Acima de 6% das ações ordinárias, ocorre leilão com duração de 48 horas.
• Entre 1,0% e 2,99% das ações preferenciais, ocorre leilão com duração de 15 minutos.
• Entre 3,0% e 4,99% das ações preferenciais, ocorre leilão com duração de uma hora.
• Entre 5,0% e 20% das ações preferenciais, ocorre leilão com duração de 24 horas.
• Acima de 20% das ações preferenciais, ocorre leilão com duração de 48 horas.
• O diretor de pregão da Bovespa pode, dependendo de condições tidas como anormais, cancelar operações e submetê-las a leilão.

A Bolsa dispõe de uma infraestrutura completa para a realização de leilões especiais, públicos e privados. Ao contratar a Bolsa para tais fins, a corretora tem acesso a diferentes serviços, que incluem desde o apoio à estruturação da operação até a organização física do evento e a condução dos leilões. Leilões com operações especiais são aqueles que a BM&FBOVESPA organiza em parceria com entidades da administração pública ou empresas privadas para concretização de alienações e concessões de bens e serviços.

Usualmente a BM&FBOVESPA é utilizada como plataforma para concretização de negócios de grande porte no que se refere aos leilões especiais. Em parceria com a esfera pública e a esfera privada, organiza e operacionaliza leilões de projetos de infraestrutura de longo prazo que demandam grandes investimentos.

Somente poderão ser transacionados, por meio de leilões especiais, aqueles objetos que sejam previamente aprovados pelos membros da diretoria executiva da BM&FBOVESPA. Uma vez que tais operações envolvem atividades inerentes a diversas áreas da empresa, somente serão aceitas caso não comprometam os princípios fundamentais defendidos e seguidos pela BM&FBOVESPA.

Ouvidoria:
Após contato com a nossa área de Atendimento, caso queira reavaliação sobre o assunto, você pode utilizar o canal de Ouvidoria.

Dias úteis das 9h às 18h
Telefone: 0800-722-3710
E-mail: ouvidoria@xpi.com.br

  • Bovespa
  • Toda comunicação através de rede mundial de computares está sujeita a interrupções ou atrasos, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou a recepção de informações atualizadas. A XP Investimentos exime-se de responsabilidade por danos sofridos por seus clientes, por força de falha de serviços disponibilizados por terceiros. A XP Investimentos CCTVM S/A é instituição autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

    Consulta de fatos relevantes nos últimos 5(cinco) dias úteis
  • Anbima
  • Anbima
  • Cetip
  • Home Broker
  • Execution Broker
  • Retail Broker